sábado, 3 de setembro de 2011

Diários de Viagem #2

Como a minha mãe diz, até me comovi. Andamos durante anos a aprender determinadas características, estilos, deuses e eis que chegamos ao exacto sítio onde tudo surgiu, onde tudo foi, e é, real. Vagueamos por ruas que ontem foram de grandes sábios e que hoje são nossas. Memorizámos paisagens e engrandecemos a nossa paixão pelos locais que vamos descobrindo, calejados com pequenas lendas de heróis. E tem graça a forma como o novo mundo irrompe no lendário, numa mistura assimétrica mas perfeita. Foi exactamente esta a ideia que gravei de Atenas.






























1 comentário:

  1. E ainda bem que é assim! Continuo a gostar das fotografias :)

    ResponderEliminar

Conta-me histórias ♛